fbpx

Armadilhas a caminho do emprego

Armadilhas a caminho do emprego

A situação de se estar desempregado já é um fato preocupante nos dias de hoje.
Como se isto não bastasse muitos “aproveitadores” vem procurando obter vantagem ilícita sobre os desempregados.
Muitas “empresas” se aproveitam para promover seus negócios e enganar o candidato a uma possível vaga em anúncio de jornal.
Dentre os golpes comuns em anúncios de jornais podemos destacar:

Caso 1 – Anúncio promete trabalho em casa envelopando circulares

Como funciona:
O Anúncio descreve oportunidade de trabalho em casa envelopando mala direta e empacotando perfumes. Pede que o interessado envie carta com selo para resposta.
Alguns dias após responder a carta, o interessado, recebe informações sobre o suposto serviço, onde solicita-se o pagamento via depósito bancário de uma taxa referente as despesas de envio de material para trabalho.
Na carta, pede-se que juntamente com o comprovante de depósito, o interessado envie seus dados cadastrais ( Nome completo, Nascimento, Endereço, RG, CIC e Assinatura) para que seja enviado o material para início do serviço.
Após um certo tempo, o candidato recebe uma carta relatando que não há serviço. O que existe na verdade é um esquema para ganhar dinheiro, além disso pede para que a vítima proceda da mesma forma.
Como se defender:

Comunique o jornal, Reclame!
Vá a polícia, relate o ocorrido.

Caso 2 – Anúncio omite consultoria de recolocação
Como funciona:
O Anúncio descreve a vaga, mas não revela o nome da empresa que está contratando. Pede que o candidato envie seu currículo.
Ao receber o currículo a consultoria de recolocação (empresa paga pelo candidato, para tentar recolocá-lo no mercado de trabalho) telefona para o candidato convidando-o para uma entrevista.
Na entrevista, é feita uma proposta de prestação de assessoria profissional.
O candidato deverá fechar um contrato para participar do processo de seleção.
No contrato o que se oferece é uma assessoria em busca de uma vaga, sem garantia de que o candidato será mesmo recolocado.
Mesmo com a assinatura do contrato, a empresa informa que o interessado não será entrevistado basicamente para o emprego anunciado.
O que se caracteriza que o anúncio era apenas um chamariz (cilada)
Como se defender:

Reclame com o veículo de cominicação que publicou o anúncio.
Procure seus direitos junto a justiça e ao procon

Compartilhe
  


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.