Cuidados na escolha de um sócio

Cuidados na escolha de um sócio

Cuidados na escolha de um sócio – dicas para a escolha de sócios

Um dos principais fatores que levam os novos negócios ao fracasso são as sociedades.
No início, tudo é maravilhoso , mas quando os problemas aparecem, a história começa a mudar.

Entretanto, em muitas ocasiões, uma sociedade é inevitável e interessante, seja por fatores de incremento de capital ou de conhecimento.

 

Cuidados na escolha de um sócio

 

Para isso, é necessário a adoção de alguns cuidados na hora de selecionar sócios para este novo casamento, as chances de sucesso aumentam exponencialmente, e como resultado todos ganham: a empresa, os sócios (antigos e novos), e sua saúde também (a biológica e a financeira).

  • Faça uma seleção rigorosa, iniciando a avaliação da honestidade do futuro sócio.
  • Procure pessoas que saibam conviver com os erros, eles são inevitáveis, devemos saber lidar com eles no dia seguinte, caso contrário isto poderá ser contraproducente e fatal.
  • Não busque um sócio por insegurança pessoal; faça isso se for realmente necessário ou desejável.
  • Verifique a compatibilidade de gênio.
  • Se o candidato a sócio for parente, avalie com mais rigor.
  • Descubra defeitos e qualidades do candidato antes de firmar a sociedade.
  • Faça uma sociedade desequilibrada – um tendo maior poder que o outro e assumindo a liderança.
  • Procure um sócio cujas habilidades, conhecimentos, recursos ou interesses complementem os seus.
  • Evite pessoas que enveredam pelo empreendedorismo como solução. Esta escolha deve ser antes uma opção. Está mais para vocação do que para a união do útil ao agradável.
  • Faça um acordo absolutamente honesto, claro, vantajoso para ambos – e detalhado.
  • Não tenha expectativas irreais. Ninguém trabalha para o outro (mesmo parente) de graça.
  • Procure captar como essa pessoa reagiria em situações de grande stress ou fadiga.
    A serenidade e a resistência emocional são características fundamentais em um sócio.

Não pense que alguém vá trazer-lhe fortuna… a não ser que você tenha algo realmente sensacional a oferecer em contrapartida.

Compartilhe
  


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *