Confecção de gravatas

Confecção de Gravatas – Como abrir uma confecção de gravatas

O ramo de confecção de gravatas enfrenta forte concorrência dos produtos importados, principalmente dos chineses e coreanos.
Mesmo assim, empresários do segmento acreditam que o mercado interno volte a crescer em breve.
As estratégias para sobreviver nesse cenário começam pelos custos baixos, o que significa procurar matéria-prima mais barata, mas de boa qualidade.

Para isto deve-se selecionar os melhores fornecedores do Brasil e do Mundo para levar ao cliente, produtos diferenciados e de excelente qualidade.
Procure trabalhar com inúmeros tecidos para oferecer uma linha diversificada, adequando os produtos às necessidades dos clientes.
No início da atividade, os investimentos em máquinas não são muito altos. Mas, com o aumento das vendas, os empresários do ramo, recomendam terceirizar parte da produção com costureiras autônomas para evitar altas despesas com mão-de-obra e investimento em novas máquinas.
Uma forma de aumentar a receita é fazer gravatas para uniformes, sob encomenda, o que garante fidelidade dos clientes.

Investimento em equipamentos e instalações: R$ 2.500 (máquina rotativa para corte de pano, 2 máquinas de costura reta e ferramentas). Exige ainda: utilitário, telefone, fax, área de 50 m2 e escritório para uma pessoa.

Capital de giro: R$ 6.000 / Faturamento médio mensal: R$ 5.000
N° mínimo de pessoas trabalhando: 4 (o dono, 2 costureiras e 1 auxiliar)
Risco: Médio

Compartilhe
  


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *