Rodízio de comida japonesa

Como abrir um restaurante rodízio de comida japonesa

A clientela de um restaurante especializado em rodízio de comida japonesa é formado por indivíduos de classe média a média alta, não fumantes e com hábitos saudáveis de alimentação.
Esse tipo de cliente prefere pagar uma quantia fixa para consumir os principais pratos da cozinha japonesa, tais como sashimi, yakissoba e missoshiro.
Montar um negócio desse tipo exige cálculos precisos em relação aos gastos com matéria-prima, para que o empreendedor não tenha prejuízo e o cliente se sinta bem servido, sem pagar caro.
É preciso selecionar bem os fornecedores e programar compras para evitar estoque excessivo de produtos perecíveis.
Um alerta importante é que, há falta de atum no verão e conseqüentemente elevasse os preços. Pagar mais caro por produto de boa qualidade vale a pena, mas negociar sempre é vital.

Investimento em equipamentos e instalações: R$ 40.000 (fogão industrial, freezer horizontal, balcão refrigerado, utensílios de cozinha, 7 mesas e 28 cadeiras). Exige ainda: telefone, automóvel comum e ponto comercial de 100 m²

Capital de giro: R$ 5.000 / Faturamento médio mensal: R$ 15.000
N° mínimo de pessoas trabalhando: 5 (o dono, 1 cozinheiro, 1 ajudante, 1 sushiman e 1 garçom)
Risco: Alto

Compartilhe
  


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *